Fortaleça o hábito do feedback

Fortaleça o hábito do feedbackO foco em pessoas nunca foi tão discutido nas empresas como nos últimos tempos. A necessidade de vencer a concorrência e atingir resultados extraordinários impulsionou as empresas a investir no desenvolvimento de pessoas para alcançar os objetivos da organização. Um dos instrumentos mais relevantes para gerenciar equipes, frente aos diferentes desafios cotidianos, é o feedback.

Nesse contexto, o papel do feedback é proporcionar a interação do líder com as pessoas da sua equipe, em um processo recíproco de desenvolvimento pessoal e profissional. Por meio dessa ferramenta, o líder alinha metas, individuais ou do time, melhora desempenho, conduta ou resultados, além de ter a possibilidade de entender expectativas, discutir carreiras e minimizar conflitos.

O grande desafio nesse processo é criar a cultura do feedback construtivo. Para isso, é necessário que essa prática esteja inserida no cotidiano das pessoas. Muitos líderes ainda esperam o momento formal com a equipe para usar a ferramenta, mas, para criar a cultura, é necessário sair do “ritual” anual e trazer a prática para o dia a dia.

Minha experiência mostra que só conseguimos desenvolver essa cultura quando temos um propósito com ela; então, o grande desafio é estar disposto a conversar com pessoas, tanto quanto estamos dispostos a falar sobre resultados. E uma boa razão para isso é que o resultado somente chegará com uma equipe alinhada, com clareza da sua meta e preparada para alcançá-la.

Já que esse processo é fundamental, com o que o líder deverá se preocupar para utilizar esse novo modo de gerenciar pessoas no cotidiano?

  1. É fundamental estar atento e presente nos acontecimentos da equipe; somente assim terá exemplos e saberá como corrigir as rotas.
  2. Conhecer verdadeiramente o estilo de cada liderado; isso lhe trará indícios de como e em que momento aplicar o feedback Por exemplo: uma pessoa mais sensível e que requer mais detalhes para a compreensão do fato jamais deverá receber uma correção de rota no fim do expediente, ou seja, na pressão do término do horário de trabalho. Provavelmente, ficará apenas impactada com a informação. O feedback não terá, assim, um efeito produtivo.
  3. Comemorar nos momentos de conquistas e corrigir rotas diante dos problemas, sempre que ocorrerem. Dessa forma, após um período, será natural para essa equipe receber feedback. Outro impacto positivo que essa nova cultura poderá trazer é o feedback entre os membros da equipe, o que auxiliará no desenvolvimento de todos e na excelência do resultado.

Além desses pontos fundamentais, algumas outras dicas poderão facilitar no processo do feedback:

  • Crie um ambiente de confiança e respeito.
  • Prepare-se para esses momentos e identifique o melhor lugar e oportunidade para conversar.
  • Focalize nos fatos e comportamento, não em caráter.
  • Esteja atento às expressões faciais para verificar como a pessoa está reagindo às suas colocações.
  • Seja claro e objetivo nos pontos de melhoria para alcançar os resultados esperados.
  • Utilize os comportamentos passados como exemplos, mas focalize no futuro e o que deverá ser feito para melhorar.
  • Ouça-os com atenção e prioridade.
  • Valorize os aspectos positivos.
  • Coloque-se à disposição para ajudar a equipe em seu desenvolvimento.
  • Esteja aberto para também ouvir feedback. Lembre-se que se trata de uma comunicação e não de um monólogo.
  • Verifique se a mensagem foi entendida.

Como o processo de feedback é um ferramenta valiosa na gestão das pessoas, criar esse hábito permitirá que os profissionais melhorem o seu desempenho, desenvolvimento e, consequentemente,  apresentem melhores resultados para a organização. É um método que, bem gerenciado, se torna uma “negociação ganha-ganha”, pois evolui o profissional e cresce a organização. Líderes, que tal priorizar o hábito do feedback?


Alessandra Ferreira

É Coach, Consultora e Palestrante, especialista em desenvolvimento de novos Líderes.  Psicóloga formada pela Universidade Metodista de Ensino Superior de São Paulo. Pós-graduada em Administração de Recursos Humanos, Contexto Empresarial e Gestão Estratégica de RH na Fundação Getúlio Vargas e em Gestão de Negócios no INSPER (IBMEC/SP). Especializada em Desenvolvimento da Liderança na Fundação Dom Cabral e em Gestão por Competências na ESPM. COACH certificada em Coaching Executivo, Career e Life Coaching pelo Integrated Coaching Institute (ICI), com programas reconhecidos e aprovados pela International Coach Federation, e em Coaching Training pela Università Commerciale Luigi Bocconi – Itália. Carreira como executiva de Recursos Humanos em Multinacional; atualmente, é colunista no site Coaching in Foco, do qual é cofundadora, apresentando temas relacionados a desenvolvimento de carreira e liderança, e atua, por meio de sua empresa Alessandra Ferreira Coaching, ajudando novos líderes a acelerarem o desenvolvimento das suas competências para conquistarem resultados e crescimento profissional.

Site: www.coachalessandraferreira.com.br

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *